terça-feira, 22 de junho de 2021

Vereador Eduardo Casol faz distribuição de sopa em comunidades carente de Conde

 O Vereador  Eduardo casol do Município de Conde no Litoral sul da PB. realiza trabalho social e faz distribuição de sopa as comunidades carentes, a doação esta sendo feita uma vez por, semana em cada comunidade 

segundo  as informações a primeira comunidade  onde a sopa chegou, a traveis do Vereador Eduardo Casol (MDB) foi a comunidade do Vale do Amanhecer, 


palavras do vereador, Mais um compromisso que  assumi na campanha colocado em prática. Hoje começamos a doação de sopa para mais de 50 famílias. Vamos fazer essa doação uma vez por semana em várias comunidades por todo nosso município





Eduardo casol esta em seu primeiro mandato como vereador na cidade condense e esta trabalhando a serviço do povo e pelo bem da sociedade


Redação, por Ronaldo Gomes

Auxílio Emergencial 2021: Caixa paga 3ª parcela a nascidos em abril e beneficiários do Bolsa Família com NIS final 4

 A Caixa Econômica Federal (Caixa) paga nesta terça-feira (22) a terceira parcela do Auxílio Emergencial para os trabalhadores nascidos em abril, inscritos no programa por meio do site e do aplicativo, além daqueles que fazem parte do Cadastro Único, mas estão fora do Bolsa Família.

Também nesta terça, recebem a terceira parcela os beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 4.

Para os trabalhadores fora do Bolsa Família, ajuda será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta terça serão liberados no dia 6 de julho. (veja nos calendários mais abaixo).

Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o Bolsa.

  • trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em abril
  • beneficiários do Bolsa Família com NIS final 4

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidada...

BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA

Segundo o Ministério da Cidadania, 9,77 milhões de famílias receberão a terceira parcela do Auxílio Emergencial 2021.

Cantor maranhense pede para não ser confundido com Lázaro

 O cantor Vinícius Borges, 35 anos, fez um pedido por meio das redes sociais para que parassem de o comparar a Lázaro Barbosa, 32, fugitivo procurado há 12 dias em Goiás. Em um vídeo da sua plataforma social, ele conta que as pessoas estão fazendo postagens com fotos lado a lado dele e de Lázaro, e o apelo que faz é para que parem com essas brincadeiras de mau gosto.

Vinicius ouviu boatos do nome dele relacionado ao suspeito de chacina em Brasília a partir do segundo dia que foi anunciado nos jornais sobre o caso. A brincadeira surgiu em Santa Luzia do Tide, no Maranhão, local onde morava.



Para ele, no começo estava sendo muito difícil, pois chegavam diversas mensagens de estranhos e conhecidos sobre esse assunto. "No meu trabalho eu não posso mexer no celular, então eu chegava à noite já cansado e tinha  que ler um monte de mensagem maldosa. Foi aí que minhas irmãs e minha esposa pediram pra eu fazer um vídeo pra esclarecer que não era eu”, comenta, aborrecido.


O rapaz mora em Sorriso (MT) há 45 dias, mas é do Maranhão, e está atordoado. A história se espalhou tanto no lugar onde morava quanto no lugar onde está atualmente. Isso o deixa com medo de sair de casa e ser confundido com o assassino. “Todo mundo fala que eu pareço mesmo com esse cara, até meus amigos próximos brincam com isso, eu não gosto muito não, mas eles falam”, lamenta o cantor.


O maranhense conta que não conhece as pessoas do local onde mora atualmente, o que o prejudica ainda mais para tentar se explicar quando é confundido. "Eu já não saía muito, agora eu só saio mesmo para trabalho, todas essas comparações já estão me irritando”, finaliza.

Bolsonaro fica furioso com jornalista e dispara: ‘merda de imprensa’

 O presidente Jair Bolsonaro se irritou nesta segunda-feira (21) com uma jornalista que o questionou sobre sua recusa em usar máscara durante uma visita a Guaratinguetá, em São Paulo. Ele mandou a repórter calar a boca e chamou a Rede Globo de “merda de imprensa”.


“Cale a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, que não ajuda em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira”, esbravejou Bolsonaro na saída de uma cerimônia militar.

A jornalista, da TV Vanguarda, uma afiliada da Rede Globo, havia acabado de lembrá-lo que ele foi multado em vários estados por participar sem máscara de aglomerações com seus apoiadores.

ISTO É


Colisão entre moto e caminhão deixa dois homens mortos na BR-232, em Belo Jardim



 Na noite do domingo (20), um acidente deixou dois homens, de 18 e 37 anos, mortos no km 172 da BR-232, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.


Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), as duas vítimas estavam em uma moto, acessaram a contramão da rodovia e colidiram em um caminhão. Os homens morreram no local.

O motorista do caminhão não teve ferimentos. Ele realizou o teste do bafômetro, que não acusou alteração alcoólica. A PRF informou que o caso foi repassado para a Polícia Civil, que continua investigando o caso.

Dois homens são mortos em oficina mecânica em Mamanguape, na Paraíba





 Dois homens foram mortos na tarde desta segunda-feira (21), em Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba. O crime aconteceu em uma oficina mecânica.


De acordo com informações da Polícia Militar, as vítimas estavam trabalhando nos reparos de um veículo quando suspeitos chegaram e cometeram o crime. Os criminosos fugiram com destino ignorado.

A Polícia Civil e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionados mas as vítimas não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito no local.


Uma das vítimas foi identificada como filho de um eletricista de veículo.


"Uma das vítimas estava em uma oficina vendo um carro com o filho desse mecânico, conhecido por Rochinha", informou a Polícia.


O policial contou que os suspeitos não estavam encapuzados e não hesitaram em executarem as vítimas. 


"Segundo relatos, dois homens chegaram em uma moto, de cara limpa, e logo dispararam contra a cabeça de Rochinha, que estava abaixado na lateral do veículo. O outro, que era conhecido como Gordinho tentou correr, mas foi perseguido e atingidos após alguns metros", relatou.


O agente revelou que uma das vítimas tinha passagem pela polícia. Ambos eram usuários de drogas.


"Fui procurar os parentes e foi constatado que os dois eram usuários de drogas. Rochinha já tinha tirado cadeira por envolvimento no tráfico e roubo na região. A gente procurou câmeras, informações, mas ninguém passou nada. Provavelmente os suspeitos não são da região".

Com início do inverno, termômetros podem chegar aos 12ºC em algumas cidades da Paraíba




 A estação mais fria ano teve início nesta segunda-feira (21) no Hemisfério Sul, oficialmente às 0h32 minutos. Em entrevista ao ClickPB, a meteorologista da  Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Marle Bandeira, explicou que a redução da temperatura no estado deve ocorrer de forma gradativa, nos próximos dois meses, quando os termômetros podem chegar aos 12ºC durante a madrugada em cidades localizadas na região do Cariri.


“Climatologicamente, agosto é o mês mais frio do ano em nosso estado. No Brejo e Agreste  costumam ser registrados 16ºC. No Litoral, durante a noite, podemos ter temperaturas de 21ºC. Já no Sertão e Alto Sertão, a mínima pode chegar aos 20ºC”, explicou.


A nova estação, que se estenderá até o dia 22 de setembro, tem ainda outra peculiaridade: a amplitude térmica. Em cidades como Monteiro, os termômetros podem passar dos 30ºC no início da tarde ficar abaixo dos 15ºC à noite. O inverno traz ainda um aumento gradual da força dos ventos, que costuma ter seu auge no mês de agosto, com registros mais intensos na região do Litoral.


No caso das chuvas, a previsão é de que os índices pluviométricos fiquem dentro da média histórica. Os meses de abril, maio, junho e julho são os mais chuvosos no Litoral, Brejo e Agreste. "O período de chuva do Agreste, Brejo e Litoral é de abril a julho. Já no Sertão, existe sim perspectiva de chuvas para o período, mas o comum costuma ser de fevereiro a maio", disse.